sexta-feira, 3 de julho de 2009

E EU SURGI

surgi na surdina
suja de suor
sugando a sede
seca que me bebe,
suco que me coa,
seio que já seca.

2 comentários:

PQNA disse...

lindissimo!!!

Paulo Muzio disse...

Mais um poema visual...