segunda-feira, 27 de julho de 2009

MEDITAÇÃO A CORES - marrom

Hoje acordei meio marrom. Calma, calma, não é isso que você está pensando não. Já estou bem grandinha para ir ao banheiro sozinha viu!

Mas é que hoje me sinto de fato meio marrom. Talvez porque ando comendo muitos chocolates? Marrom porque me sinto mais assim....velha? Sim, mais velha....e marrom não é cor de gente velha? Senhorinhas vestem que cor de sapato? Que cor de vestido? De saia? De meia? Hum???? E olha que não tenho nenhuma peça de roupa marrom no guarda-roupa (nem no cesto). Juro! Nunca gostei de nada marrom. Nenhum sapato nem cinto marrom. Cinto muito.

Sobrea. Sim, aquele marrom típico de madeira firme, rigida, que aguenta os trancos e as marteladas. Marrom de terra e não de sujeira. Mas não se preocupem, marrom não é triste nem sofrido, só é marrom. Não precisa me associar a expressões como "está na merda" ou "enfiou o pé na lama". To bem, sério....só estou meio marrom hoje.

3 comentários:

PQNA disse...

Todos os dias acordo com uma musica diferente em meus labios, todos os dias temos uma cor diferente... somos ligados ás coisas que podemos relatar... estar marrom como a madeira pode ser bom... como diria um ditado chines... a madeira não deixa a agua espalhar... é mais segura.

parabens pelo seu estado marrom... rsrs...
bjs

Karine Spuri disse...

xuxu..não some não... to sem crédito pra ligar, quase n uso net.. enfim, fica dificil falar contigo.
saudade viu,de vc.
muitaaaaaaaaaa
aparece aqui vai ou liga... liga q eu vou te ver.
beijos
beijos
beijos

Paulo Muzio disse...

Cuidado que logo você chega na idade da calcinha bege he he