quarta-feira, 13 de agosto de 2008

DA MINHA BOCA, UM POEMINHA BREGA DE AMOR


Da minima palavra se fez beijo

Da minima lágrima se fez sorriso

Da minha vida se fez festejo

Um comentário:

Leka disse...

Óunnnn, que fofurice!!!
Beijo, linda!!!